BEM-VINDO!!!

Aonde fores, por onde fores, encontrarás palavras. Nem sempre tão belas. Mas podes torná-las melhores que
são. Um abraço! Marcio Campos

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Velho lamento

Lá, há muitos anos atrás
Preso no retrato
Está o jovem que outrora fui.
Hoje, arqueada, a coluna
Não revela o garbo que um dia tive.
Os sulcos que delineiam meu rosto
Crivaram a sedosa pele de ontem.
A bengala que estende-me o corpo
Esconde a pressa do passo de ontem.
As mãos que agora tremem
Não muito distante de agora
Seguraram firmes as tuas
Para conduzir-te ao futuro.
Pudesse eu conhecer-te antes,
Apressado jovem sem paciência 
Arrogante filho de minha juventude.
Eu te amei, sonhei-te e, tu
Esqueceste de mim num canto mofo.
O meu lamento não tem ódio ou rancor...
É só um desabafo.
Ainda que o soubesse antes
Dar-te-ia, novamente, a vida.
Para carregar-te no colo e, 
Poder dizer-te e ouvir-te dizer
"Eu te amo, meu filho"
"Eu te amo, papai"
Como tua pressa para a vida,
De teu filho,
Não te permite mais fazê-lo
Contento-me com o doce
"te amo vovô!"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

7 comentários:

Paulo Francisco disse...

Gostei muito de ler este texto.
Um grande abraço

Vera Lúcia disse...

Olá,
Um lamento dolorido que expressa
uma dura realidade.
Bonito poema.
Abraço.

HONORATO,Sandro. disse...

Olá e ai como vai?
Adorei o texto.
Me fez lembrar da minha infancia e do meu falecido avô.

Mas e ai mudando de assunto...gostei da tabela do Br no final do layout....torce pra que time? kkkk

abraços e tudo de bom
...................
RIMAS DO PRETO

FLOR DO LÁCIO disse...

Paulo Francisco, obrigado pelo comentário.Um abraço

FLOR DO LÁCIO disse...

Vera, obrigado pela visita. Volte sempre.

FLOR DO LÁCIO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FLOR DO LÁCIO disse...

Honorato, obrigado pela visita. O time do coração é o Cruzeirão.