BEM-VINDO!!!

Aonde fores, por onde fores, encontrarás palavras. Nem sempre tão belas. Mas podes torná-las melhores que
são. Um abraço! Marcio Campos

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Minoria solitária



Sou um!
Não tenho irmãos
Não tenho amigos
Tenho ideais
Tenho dores
Tenho inteligência
Tenho competência
Tenho trabalho
E até trabalho
Sou diferente
Sou igual?!
Estou amargo
Só... sólito
Tenho religião
Tenho sofrido
Tenho calado
Falta poder
Falta respeito
Falta coragem
Falta falta
Só, não estou vazio
Tenho amor
O amor me tem
E só...
Você me tem
Longe ...
Não tenho asas
Mas quero...
Ser livre
Ser eu mesmo
Não ser falso
Não dar satisfação
Ter coragem
De correr
De sumir
Não assumir
Mas negar
Negar o mundo
Negar vocês
Que me desconhece
Com um coração
Que ama
Que sofre
Que chora
Que faz
O que vocês
Também fazem.
Não posso?!
Vocês mandam
Vocês determinam
Eu não...
Estou só
Tenho que me calar
Posso prejudicar...
O outro
E eu?!
Não importa
Vocês são!!!
Serão melhores
Serão melhorados
Serão, são, foram ...
Mas não estão...
A minha dor
Também dói
O meu sofrimento
Também é sofrido
Mas a minha luz
Está apagada
Pela dor da palavra
Pelo furo dela
Pelo caluniar da discórdia
Vocês venceram
Uma batalha
Não a guerra
Não me venceram
Apesar de só
Continuo enfrentando
A dor que me impingem
A falta de amor
Do meu semelhante
Que se deu e dá
Ao direito de julgar-me pior
Sou só, sou diferente
Mas amo
Amo
Vou amar
Não sei se vocês
Pois com vocês
Aprendi o não
O falso
O feio do humano
Bom poder ver
Ver além
Das suas aparências
Das suas maldades
Das suas invejas
Das suas pequenezes
De seus domínios
De suas imperfeições.
Isso dói
Isso mata
Mata a vontade
Mata a luta
Destrói a vontade
Destrói a crença
Não nas ideias
Mas no uso
Delas
Pena que não
Sou só
Sou sós.

19/05/2006

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

Bell Souza disse...

Olá,
Olha, é um texto muito criativo, mas não é poema. É uma poesia de dar gosto...
Mas não tem a métrica característica, a linearidade poética.
Moderação Poemas - Bloínquês